Humberto Pontes dispara: “abandono da Estação Ciência reflete tratamento dispensado por Cartaxo a João Pessoa”

O vereador Humberto Pontes (Avante) classificou como absurdo o descaso da gestão municipal em relação à Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Arte, fiscalizada na manhã desta terça-feira (16) durante a primeira ‘Caravana da Oposição’ de 2018. “O que vimos reflete o tratamento dispensado pelo prefeito à capital paraibana”, criticou o parlamentar, ao conferir de perto as condições de um dos principais pontos turísticos da cidade, no qual há comprometimento estrutural do prédio, como infiltrações, e o mau uso dos ambientes, a exemplo de um banheiro para deficientes que serve de copa para funcionários.

“É inadmissível e absurdo que uma estrutura do porte da Estação Cabo Branco, com um potencial turístico relevante, esteja entregue ao descaso, principalmente em uma época como esta, na qual temos pessoas de todo o Brasil em nossa cidade e também pessoenses, que certamente gostariam de usufruir desse espaço”, destacou Humberto Pontes.

O parlamentar revelou também que o mirante da Estação Cabo Branco está interditado há três anos. “Por isso, todos os eventos que aconteciam no local foram suspensos, a exemplo de exposições. Todo esse tempo para resolver um problema com a manta, por conta de infiltrações”, afirmou.

Descaso com barreira do Cabo Branco – O vereador Humberto Pontes lembrou que em 2017, também no começo do ano, a Caravana da Oposição esteve presente na barreira do Cabo Branco, que historicamente sofre com a erosão. “Há um ano iniciamos as fiscalizações com outros vereadores e a situação continua a mesma. Cinco anos de gestão do prefeito Luciano Cartaxo sem que praticamente nada seja feito pela falésia, que pouco a pouco vai desaparecendo”, frisou, cobrando o projeto de contenção da barreira.