Humberto Pontes preside sessão em homenagem ao Dia do Perito Criminal Oficial na CMJP

O vereador Humberto Pontes (Avante) presidiu nesta quarta-feira (5) sessão especial na Câmara de Vereadores de João Pessoa (CMJP), em alusão ao Dia do Perito Criminal Oficial, comemorado no dia 4 de dezembro. A solenidade, proposta pelo parlamentar, que também é perito, foi secretariada pelo vereador Marcos Henriques (PT), e contou com a participação de peritos oficiais criminais a Paraíba, da Polícia Federal, além de integrantes das forças de segurança pública do Estado e convidados. Todos assistiram a palestras realizadas pela perita da Polícia Civil da Paraíba, Gabriella Nóbrega, e o promotor do 2º Tribunal do Júri da Comarca de Campina Grande, Márcio Gondim.

Em seu discurso, Humberto Pontes explicou que a data é uma homenagem ao perito Otacílio de Sousa Filho, que morreu tragicamente em 1976, ao cair de um penhasco em Minas Gerais. enquanto participava de um levantamento de local de crime. “O perito criminal trabalha sempre em prol da Justiça e esse dia serve para conscientizar a sociedade sobre a grande importância que este trabalho técnico-científico possui para a resolução dos crimes. As provas recolhidas pela equipe da perícia criminal têm tanta importância que não são descartadas nem quando o réu é confesso. Sem perícia, o local de crime permanecerá mudo e o trabalho pericial é essencial para o levantamento de evidências que possam elucidar um crime”, acrescentou o vereador.

O promotor Márcio Gondim parabenizou todos os peritos e apresentou palestra sobre ‘A Importância da Prova Pericial no Plenário do Júri’, tratando da ligação de sua atuação como promotor no Tribunal do Júri e o trabalho pericial. “Ministério Público e Perícia têm compromisso com a verdade. A perícia tanto condena como absolve, porque de forma científica e objetiva busca trazer a verdade para o processo. A palavra do perito é muito forte”, frisou. Segundo ele, o perito não produz perícia para o promotor, não produz perícia para o delegado, produz perícia para a Justiça.

A perita Gabriella Nóbrega, do Instituto de Polícia Civil da Paraíba (IPC), realizou a sua fala com base em sua vivência como perita oficial criminal, relatando ser a sua profissão uma escolha de vida. “Falar a verdade, muito mais do que encontrá-la cientificamente é um compromisso com a Justiça, com a verdade, com os Direitos Humanos e com a sociedade”, destacou, citando a atividade de perícia como de extrema importância para a promoção da Justiça.

Certificados de Apreciação – Quatro peritos receberam das mãos do vereador Humberto Pontes Certificados de Apreciação conferidos pelo mandato do parlamentar, em razão dos relevantes serviços prestados por cada um deles na área de perícia oficial criminal. Foram agraciados o perito da Polícia Civil da Paraíba, Antônio Toscano, que foi diretor do Instituto de Polícia Científica, o perito Israel Aureliano, que também ocupou a diretoria do IPC, o perito da Polícia Federal, José Arthur de Vasconcelos Neto, e a perita Gracinete Duarte, em homenagem a todas as mulheres peritas do Estado.

O Coral Antônio Leite de Figueiredo, da CMJP, sob a regência da maestrina Socorro Estrela e do preparador vocal, Paulo Brasil, executou, durante a solenidade, o Hino Nacional e a canção ‘Amigos para Sempre’, com participação da solista Joelma Bastos.