Nota de solidariedade aos colegas Márcio Leandro dos Santos e a Perita Raquel Azevedo Carneiro da Cunha

Como perito oficial e ex-diretor do Instituto de Polícia Científica (IPC) da Paraíba, me solidarizo com os colegas Márcio Leandro dos Santos e a Perita Raquel Azevedo Carneiro da Cunha, ambos gestores do IPC em Campina Grande, os quais foram afastados de suas funções por 60 dias, de acordo com Diário Oficial desta quinta-feira, 31 de maio de 2018, com base em denúncia de possível fraude envolvendo abandono de cargo por parte de um outro perito, que era subordinado a tais gestores.

Ressalto que os gestores Márcio Leandro e Raquel Carneiro, indicados por mim, enquanto diretor do IPC, para exercerem suas funções, são pessoas de conduta idônea e admiradas pelo excelente trabalho realizado à frente do Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) e Núcleo de Laboratório Forense (Nulf). Assim, a medida de afastá-los pode ter sido precipitada e, acima de tudo, injusta, visto que a responsabilidade sobre os fatos que constam na denúncia ainda será apurada.

Com o exercício do direito à ampla defesa e ao contraditório, acredito que sejam reconhecidos o zelo, a dedicação e a honestidade com que os dois colegas atuaram no IPC, na certeza que no âmbito da Corregedoria tudo será esclarecido.

Vereador Humberto Pontes
João Pessoa, 31 de maio de 2018