Sustentabilidade ambiental é foco de projeto para incentivos ao uso de jardins verticais em João Pessoa

O vereador Humberto Pontes (Avante) apresentou nesta segunda-feira (6), na Câmara Municipal de João Pessoa, um projeto de lei que dispõe sobre incentivos às alternativas de compensação ambiental, estruturação e manutenção de jardins verticais na cidade. De acordo com o parlamentar, o objetivo da propositura é integrar as ações de sustentabilidade ambiental, desenvolvimento urbano e de governabilidade da capital paraibana.

O texto da proposta define jardins verticais como a face externa de edificação, revestida de vegetação, por meio do uso de estruturas intermediárias de suporte da vegetação, tais como vasos, molduras, quadros, paineis, incluindo ainda sistema de irrigação automática, desde que integrantes da paisagem urbana e visíveis publicamente.

“Estudos demonstram que pode ser promissora a adoção desse sistema na paisagem urbana, pois os jardins verticais não só rendem beleza e conforto visual, mas também proporcionam bem-estar e qualidade de vida para a população de grandes cidades”, defende Humberto Pontes, acrescentando que entre os benefícios da lei estão as reduções de ilhas de calor, de poluição sonora, a melhoria do ar, e ainda aumento da umidade na região.

Se a lei for aprovada, o Poder Executivo municipal, por meio de secretaria competente, terá prazo de 90 dias para regulamentá-la, em relação às formas e condições em que a compensação ambiental poderá ser realizada.