Humberto Pontes afirma que unificação das eleições em 2020 é necessária para o país

O vereador Humberto Pontes (Avante) participou nesta sexta-feira (24) do evento promovido pela Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), em defesa da debater a PEC 56/2019, que propõe a unificação das eleições no país. O encontro, que reuniu mais de 1.500 prefeitos, vice prefeitos e vereadores, e ainda deputados federais, estaduais e senadores, aconteceu no auditório da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep). O parlamentar de João Pessoa afirmou que a unificação do pleito é uma mudança necessária para o país.

 

“Foi um evento organizado e prestigiado por políticos de todas as localidades da Paraíba. Fizemos questão de participar porque acreditamos que seria melhor para o país um único período eleitoral. Para se ter uma ideia, só em 2018 foram gastos R$ 800 milhões para a realização do pleito. Ainda há os gastos nas campanhas e o fundo partidário, sendo, sem dúvidas, melhor que o pleito acontecesse de forma unificada”, detalhou Humberto Pontes, acrescendo que a proposta da PEC foi apresentada pelo deputado Rogério Peninha Mendonça (MDB/SC).

 

De acordo com a lei atual, no próximo ano serão realizadas eleições municipais para prefeitos, vices e vereadores em todo o Brasil. Para a unificação das eleições, seria necessário que houvesse a prorrogação de mandatos de prefeitos, vices e vereadores por mais dois anos.

Humberto Pontes defende unificação das eleições em 2020 e confirma presença em evento nesta sexta (24), em Campina Grande

O vereador Humberto Pontes (Avante) defendeu, nesta quinta-feira (23), a unificação de eleições em 2020, no Brasil. O parlamentar de João Pessoa confirmou presença no evento que será promovido pela Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), nesta sexta-feira (24), em Campina Grande, para debater a PEC 56/2019, que propõe a realização de eleições em um só período. A atividade terá início às 8h30 e será realizada no auditório da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep).

 

“Existem muitos argumentos que nos levam a crer que uma eleição unificada seria melhor para o país, a exemplo do gasto de R$ 800 milhões para a realização do pleito de 2018. Ainda há os gastos nas campanhas e o fundo partidário, sendo, sem dúvidas, melhor que o pleito acontecesse em um só período. Na verdade, seria uma grande economia para a nossa nação”, frisou Humberto Pontes, acrescendo que a proposta da PEC foi apresentada pelo deputado Rogério Peninha Mendonça (MDB/SC).

 

 

De acordo com a lei atual, no próximo ano serão realizadas eleições municipais para prefeitos, vices e vereadores em todo o Brasil. Para a unificação das eleições, seria necessário que houvesse a prorrogação de mandatos de prefeitos, vices e vereadores por mais dois anos.

Nota de solidariedade aos colegas Márcio Leandro dos Santos e a Perita Raquel Azevedo Carneiro da Cunha

Como perito oficial e ex-diretor do Instituto de Polícia Científica (IPC) da Paraíba, me solidarizo com os colegas Márcio Leandro dos Santos e a Perita Raquel Azevedo Carneiro da Cunha, ambos gestores do IPC em Campina Grande, os quais foram afastados de suas funções por 60 dias, de acordo com Diário Oficial desta quinta-feira, 31 de maio de 2018, com base em denúncia de possível fraude envolvendo abandono de cargo por parte de um outro perito, que era subordinado a tais gestores.

Ressalto que os gestores Márcio Leandro e Raquel Carneiro, indicados por mim, enquanto diretor do IPC, para exercerem suas funções, são pessoas de conduta idônea e admiradas pelo excelente trabalho realizado à frente do Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) e Núcleo de Laboratório Forense (Nulf). Assim, a medida de afastá-los pode ter sido precipitada e, acima de tudo, injusta, visto que a responsabilidade sobre os fatos que constam na denúncia ainda será apurada.

Com o exercício do direito à ampla defesa e ao contraditório, acredito que sejam reconhecidos o zelo, a dedicação e a honestidade com que os dois colegas atuaram no IPC, na certeza que no âmbito da Corregedoria tudo será esclarecido.

Vereador Humberto Pontes
João Pessoa, 31 de maio de 2018