Vereador Humberto Pontes se reúne com Sedurb e cobra investimentos na manutenção de praças e mercados públicos de João Pessoa

Investimentos na manutenção das praças e mercados públicos da cidade foi a pauta da reunião entre o vereador Humberto Pontes (Avante) e Zennedy Bezerra, secretário de Desenvolvimento e Controle Urbano (Sedurb) de João Pessoa, nesta segunda-feira (25). Na oportunidade, foi entregue ao titular da pasta uma cópia de emenda impositiva para a praça João Bernardo de Albuquerque,localizada no bairro do Brisamar.

“Também temos pleitos em relação às praças Pedro Gondim, no bairro da Torre e Otacílio Batista, no Jardim Brisamar. A primeira foi motivo de vários requerimentos de nossa autoria e à segunda foi destinada uma emenda impositiva, no ano de 2018. Ambas deverão ser entregues no prazo máximo de três meses”, destacou Humberto Pontes.

O vereador ainda frisou que está fazendo gestão junto à Prefeitura Municipal para que demandas relativas ao uso e manutenção dos espaços públicos da cidade sejam atendidas. “Recebemos a população em nosso gabinete e temos a prioridade de expor os problemas e procurar soluções. Nesse sentido, temos encontrado as portas abertas, como é o caso da Sedurb, cujo secretário firmou compromisso em nos acompanhar pessoalmente em algumas visitas”, declarou o parlamentar.

 

Vereador Humberto Pontes apoia projeto voltado para Cultura de Paz na comunidade Bom Samaritano, em João Pessoa

Desenvolver uma cultura de paz entre crianças e adolescentes. Esse é o objetivo do projeto apoiado pelo vereador Humberto Pontes (Avante) na comunidade Bom Samaritano, no bairro do Cristo, em João Pessoa. Na sexta-feira (22), o parlamentar se reuniu com a líder comunitária Maria de Fátima de Sousa, presidente da Associação dos Moradores do Bom Samaritano, para discutir os trabalhos que incluem educação emocional, com ‘Círculos de Construção de Paz’.

“Queremos estar presentes neste bairro, com esse projeto, que é voltado para o desenvolvimento individual e emocional das crianças e adolescentes, resgatando o empoderamento positivo e fortalecendo as estruturas familiar, escolar e elevando a auto-estima das gerações, com conversação e rodadas de diálogo de círculos”, explicou o vereador, acrescentando que a ação será desenvolvida em 11 meses, com o acompanhamento de profissionais, duas vezes durante a semana. “Acreditamos que crianças e adolescentes envolvidos com atividades sócio-educativas têm mais chance de se desenvolverem, distantes da marginalidade e da violência.

No projeto, está incluída uma oficina de comunicação alternativa, visando exercitar o protagonismo dos adolescentes, que irão ter vivências na produção de um programa radiofônico e ainda de um jornalzinho, sob a coordenação de um profissional da área de comunicação.

 

Humberto Pontes aprova lei que garante segurança no uso de elevadores em João Pessoa

Foi aprovado por unanimidade pela Câmara Municipal de João Pessoa, nesta quinta-feira (29), projeto de lei do vereador Humberto Pontes (Avante) que prevê obrigatoriedade de fixação de placas com normas e conservação nos elevadores dos prédios comerciais e residenciais da Capital.

De acordo com o texto, que segue para sanção do prefeito Luciano Cartaxo, todos os elevadores em funcionamento em prédios da cidade terão em suas cabinas uma placa contendo normas de conservação e segurança como medida para prevenir evitar acidentes.

“Devemos zelar pela segurança das pessoas que utilizam esse tipo de equipamento, principalmente depois que os grandes edifícios se tornaram cada vez mais presentes em João Pessoa. As placas devem ser confeccionadas com material plástico ou metálico, trazendo informações referentes ao número de passageiros, presença de crianças, e reparos”, explicou o parlamentar, acrescentando que um relatório de inspeção também deverá ser fixado no local.

A lei passará a valer imediatamente para os elevadores a serem instalados e no prazo de seis meses, após a data de início da vigência, para os equipamentos que ainda serão colocados em funcionamento. Os condomínios dos prédios residenciais e comerciais que não cumprirem a lei ficarão sujeitos a multa.