Vereador Humberto Pontes apóia piso nacional para segurança pública

Foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal de João Pessoa, nesta quarta-feira (14), requerimento do vereador Humberto Pontes (Avante) para que a Casa de Napoleão Laureano encaminhe ao Senado Federal expediente solicitando empenho e providências por parte de todos os parlamentares, incluindo os senadores da Paraíba, no sentido de apoiar e propor, junto ao Congresso Nacional, medidas legislativas para criação de um piso salarial nacional voltado aos profissionais de Segurança Pública do país.

“Já tramita no Senado o projeto de Sugestão Legislativa nº 36/2018, de autoria do investigador Alcebíades Barbosa de Azevedo, policial civil da Paraíba, por meio do portal E – Cidadania, conforme artigo 61 da Constituição Federal. Essa iniciativa precisa de apoio, ainda mais neste momento, em que as questões voltadas para a Segurança Pública ganham projeção e a sociedade passa a valorizar cada vez mais os profissionais que arriscam as suas vidas diariamente, pela manutenção da paz social”, explicou o vereador.

No requerimento apresentado, Humberto Pontes ainda citou que a definição de um piso salarial é uma medida urgente, que visa resgatar uma dívida histórica do poder público com quem faz a segurança pública no país. “Há uma disparidade remuneratória muito grande entre os estados da federação, mesmo sendo as funções desempenhadas no enfrentamento à violência bastante semelhantes. Atualmente, a categoria de trabalhadores dos órgãos de segurança é uma das poucas no Brasil que ainda não possui o seu piso nacional, que deve ser regulamentado”, acrescentou o parlamentar.

‘Câmara no seu bairro’: Humberto Pontes diz que Segurança Pública deve ser pauta no Brisamar

O vereador Humberto Pontes (Avante) frisou que a Segurança Pública deve estar em pauta durante a edição do evento ‘Câmara no seu bairro’, que acontece nesta quinta-feira (12), no bairro do Brisamar, em João Pessoa. Segundo o parlamentar, houve o reforço do policiamento na localidade, mas outros aspectos devem ser debatidos como a iluminação pública, que é de responsabilidade da Prefeitura Municipal.

“Este ano nos reunimos com os moradores do Brisamar e, por meio de diálogo com a Polícia Militar, conseguimos reforço de viaturas na localidade e nos bairros circunvizinhos, como João Agripino e Jardim Luna. Contudo, temos que enxergar Segurança Pública como um sistema, que envolve ações da Prefeitura”, afirmou o parlamentar, que também é perito oficial da Polícia Civil da Paraíba.

A reunião da‘Câmara no seu bairro’ acontece às 19h, no Centro Pastoral da Paróquia de São Pedro e São Paulo, e tem como objetivo proporcionar o diálogo entre moradores e membros do legislativo municipal.

Humberto Pontes rebate Eitel Santiago sobre críticas à gestão da Segurança Pública: “Na gestão dele, não havia estatísticas e policiais tinham que ficar embaixo de tendas, no meio da rua”

O vereador Humberto Pontes (Avante) rebateu nesta terça-feira (12) críticas feitas pelo ex-secretário da Segurança e Defesa Social, Eitel Santiago, à gestão atual da pasta. Segundo o parlamentar, na época em que o sub-procurador da República aposentado estava à frente das polícias e bombeiros estaduais, não se tinha acompanhamento dos índices de criminalidade na Paraíba e policiais eram colocados para trabalhar em tendas, sem o mínimo de estrutura.

“O ex-secretário comentou que a atual gestão está destruindo a segurança pública, em matéria que tratava de suposto fechamento de delegacias. A afirmação do sub-procurador é superficial, porque desde 2011 houve o fortalecimento das estruturas policiais, assim como a contagem de crimes ocorridos, o que proporciona uma verdadeira gestão. Na gestão dele, nãos e sabia nem quantos homicídios aconteciam no fim de semana, muito menos o andamento dos inquéritos”, frisou Humberto Pontes.

O parlamentar ainda lembrou que na gestão de Eitel Santiago, policiais militares foram colocados para trabalhar em tendas, no meio da rua, sem ao menos banheiro ou água, em condições desumanas. “Enquanto isso, temos agora investimento em estruturas como a Central de Polícia Civil em João Pessoa, Acadepol, o novo prédio do Instituto de Polícia, em Campina Grande, além de Batalhões de Polícia Militar e Corpo de Bombeiros”, pontuouba, delega